Alinhamento X Balanceamento: Qual a diferença?

Alinhamento X Balanceamento: Qual a diferença?

No meio automobilístico, é comum ouvirmos falar sobre os termos alinhamento e balanceamento, oferecidos em qualquer oficina mecânica. Muitas pessoas, porém, não sabem diferenciar os dois serviços e ainda se confundem quando precisam recorrer a algum deles.

Por esse motivo, reunimos todas as informações que você precisa saber sobre alinhamento e balanceamento. Assim, você vai conhecer as diferenças entre os serviços e sua importância, bem como saberá identificar quando o seu automóvel precisa de cada um deles.

Acompanhe a seguir e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto antes de levar o seu automóvel para a revisão.


ALINHAMENTO

Alinhar um automóvel significa ajustar os ângulos geométricos das rodas, fazendo com que elas fiquem retas (perpendiculares) em relação ao solo. Além disso, o alinhamento deixa as rodas paralelas entre si.

Para identificar se o seu automóvel precisa de alinhamento, você pode se atentar a alguns sinais simples, mas que podem ser fundamentais para a detecção do problema.

O mais comum é a instabilidade do volante, ou seja, o condutor sente que o veículo tende a puxar para a esquerda ou para a direita no momento em que ele solta o volante, ainda que por um breve instante. Outro aspecto que indica a necessidade de alinhamento do carro é a dificuldade para voltar o volante após esterçar (girar o volante para direita ou esquerda).

O serviço de alinhamento do automóvel é fundamental para evitar acidentes e garantir a segurança dos ocupantes. Isso porque, quando o veículo está desalinhado, o condutor tem menos controle da direção, especialmente nas curvas, o que deixa o carro propenso a acidentes.

Além da segurança, o alinhamento está diretamente relacionado à economia de dinheiro, pois é capaz de aumentar consideravelmente a vida útil dos pneus, evitando seu desgaste irregular, e ajuda a economizar combustível, uma vez que diminui o atrito do pneu no solo.


BALANCEAMENTO

Já o balanceamento, embora possa ser confundido com o primeiro, não tem relação com o ajuste das rodas, e sim com todo o conjunto. Por meio desse serviço, é possível equilibrar pneus e rodas com o auxílio de acessórios como colantes, clips ou chumbo, garantindo que o carro rode de forma suave e que a roda gire sem provocar trepidações e vibrações.

Nesse caso, também é fundamental estar atento aos sinais que o veículo dá. Isso pode ajudar a identificar a necessidade de balanceamento do automóvel. Ao atingir determinadas velocidades, por exemplo, o condutor sente que o carro está trepidando e que a carroceria, o volante e até mesmo o piso passam a vibrar.

Apesar de não interferir na segurança dos ocupantes do veículo, a falta de balanceamento adequado nas quatro rodas pode prejudicar o conforto dos passageiros, uma vez que o carro vibra e trepida com grande frequência. Além do mais, o serviço pode contribuir para um bom desempenho dos pneus.

Vale lembrar que os dois serviços são muito importantes para garantir a segurança dos ocupantes do veículo e uma direção tranquila e confortável.