Na hora de trocar os pneus do veículo, vem a dúvida: será que preciso gastar mais com pneus novos ou aposto em pneus remoldados e economizo? Veja neste artigo se essa ideia é solução ou cilada.

Depois de já ter feito todo o ciclo de rodízio dos pneus para aproveitá-los ao máximo, chega a hora de trocá-los por novos. Você faz pesquisas e percebe que os preços são mais altos do que uma segunda opção: os pneus remoldados. Será que a economia é um custo-benefício?

O que você precisa saber sobre pneus remoldados

Os pneus remoldados (também conhecidos por remold ou remodelados) são pneus bem usados que são reaproveitados.

Diferente dos recauchutados ou recapados, em que o método de recuperação consiste em apenas uma ou duas partes refeitas, os pneus remoldados têm toda sua estrutura refeita: lateral, ombro e banda de rodagem.

Eles são reconstruídos utilizando a técnica de vulcanização: primeiro é feita a raspagem da banda de rodagem e das laterais.

Neste processo já se perde a informação da marca, modelo, dimensões, índice de carga e velocidade e a série de fabricação originais. Também fica impossível saber seu real estado de conservação.

Depois, são aplicadas novas rodagem, laterais e inscrições. Mas, ainda assim, partes internas como cordonéis de nylon e alma de aço permanecem velhos.

Como perdem suas características originais, os pneus remoldados também costumam dificultar o balanceamento das rodas.

Então, por que as pessoas escolhem pneus remoldados?

As pessoas escolhem remoldados para economizar. Os pneus remoldados chegam a custar até 50% menos do que pneus novos.

Entretanto, até onde vale essa economia?

Outro ponto importante a observar é que, como os remoldados já foram bem usados antes de passar da remodelagem (cerca de 50 mil quilômetros de uso, geralmente), eles possuem cerca de 30% menos vida útil, no mínimo. Muitos duram apenas a metade do tempo dos pneus novos.

Cuidados essenciais

As pessoas que optam por pneus remoldados precisam estar bem cientes dessas condições. O ideal é que só façam essa escolha no caso de realmente não poderem investir em pneus novos no momento, mas já economizando para adquirir novos num futuro próximo.

Além disso, é recomendado que só façam essa escolha se utilizarem o veículo em zonas urbanas e não ultrapassando os 90km/h.

Outro cuidado importante é a escolha do local da compra. Existem sim empresas especializadas que prestam o melhor serviço possível para pneus remoldados. Faça pesquisas na internet, com amigos e onde mais for possível antes de decidir.

E quando fizer sua escolha, esteja seguro de que a empresa utiliza produtos com selo do Inmetro.

Se você realmente optar por comprar pneus remoldados, ainda assim, depois de prontos, faça testes quando estiver sozinho em um local seguro.

Ao dirigir, perceba se estão bons na frenagem, nas curvas, se vibram com aumento de velocidade, se possuem aderência em pista molhada e se continuam em linha reta ao soltar o volante.

E então, descobriu se vale ou não a pena correr o risco de investir em pneus remoldados? Pense bem sobre o assunto antes de fazer sua escolha.