Há muitas coisas para saber sobre o universo dos pneus, e muitas delas pouca gente sabe. Veja neste artigo 10 curiosidades pouco conhecidas sobre os pneus.

Os pneus são de extrema importância para o desempenho do seu veículo e para a segurança dos passageiros, do contrário, eles não seriam o único ponto de contato entre o veículo e o solo, já parou pra pensar nisso?

O universo dos pneus é grande e cheio de informações. Existem algumas curiosidades interessantes sobre eles que nem todo mundo sabe, mas devido à sua importância, é sempre bom estar atento e saber um pouco mais.

Veja as 10 curiosidades que selecionamos sobre os pneus do seu carro:

1 – O pneu não é feito somente de borracha

Engana-se quem pensa que o pneu é feito apenas de um aglomerado de borracha. Basicamente, um pneu é composto de borracha natural, borracha sintética, aço, negro de fumo (ou negro de carbono), enxofre, óxido de zinco, ácido esteárico, antidegradantes, agentes aceleradores e retardadores e outros componentes auxiliares que, ao final do processo, resultam em mais de 200 compostos.

2 – A cor natural da borracha é branca e não preta

Apesar de praticamente todos os pneus serem pretos, a verdadeira cor da borracha é branca. Mas os fabricantes de pneus adicionam “negro de carbono” à borracha para obter qualidades que aumentam a vida útil do pneu. O negro de carbono, também chamado de negro de fumo, aumenta as abrasões do pneu na estrada em até 100 vezes e melhora a resistência à tração em até 1.000%.

3 – Alguns deles possuem “cerdas”

Muitas pessoas pensam que aquelas “cerdas” que vêm em alguns pneus novos, principalmente nos pneus de bicicletas, são obrigatórias e demonstram que o pneu não está careca. Mas na verdade elas não são obrigatórios, são apenas sobras na fabricação e a maioria das marcas as raspam antes de colocar à venda.

4 – Pneus mal calibrados consomem mais combustível

Apesar dessa ser uma curiosidade muito óbvia para quem conhece um pouco sobre pneus, muitas pessoas não sabem que os pneus que são mal calibrados consomem até 20% a mais de combustível, pois exigem muito mais esforço do veículo. Ou seja, para não gastar mais dinheiro com combustível, fique atento aos seus pneus!

5 – É possível medir o desgaste do pneu utilizando uma moeda

Se você não leva muito jeito para observar o desgaste deles, esta dica pode ser útil. Encaixe uma moeda de 1 real em um dos sulcos no centro da banda de rodagem (a parte mais grossa). Quanto mais fundo a moeda for, melhor está a condição dos pneus. Se ao encaixar a moeda você puder ver toda sua parte dourada, está na hora de trocá-los

6 – Alguns pneus possuem linhas coloridas

Você já deve ter notado que alguns pneus possuem linhas coloridas ao longo da banda de rodagem, certo? Não são todos que as possuem, mas quando eles vêm de fábrica com estas linhas, há uma razão prática: identificar as medidas de cada pneu. Elas não são úteis para o consumidor final, mas sim, para facilitar a organização do fabricante e das lojas revendedoras.

7 – Os pneus possuem um índice de treadwear

Você já ouviu falar em índice de treadwear? É um número que representa a velocidade em que o pneu se desgasta. É possível encontrar este número na lateral do pneu, em letras pequenas e discretas.

O treadwear vai de 60 a 620 e a referência base é 100. Quanto menor for o número, mais rápido tende a ser o desgaste do pneu.

8 – A marca estampada no pneu pode ser falsificada

Esta pode ser uma curiosidade, mas também é um alerta. Você sabia que algumas fábricas falsificam pneus e estampam o nome de marcas conhecidas para vendê-los a preços mais altos e com maior credibilidade?

É preciso ficar atento na hora de escolher os pneus do seu veículo e não ser passado para trás.

9 – O estepe também precisa ser calibrado

Acredite, para muita gente esta é uma curiosidade! Não são raros os motoristas que “abandonam” o estepe no porta-malas e só lembram dele quando um pneu fura. E é aí que mora o problema. De que vai servir um estepe quase vazio quando você precisar?

Por isso, pelo menos uma a cada duas vezes que você for calibrá-los, lembre-se de conferir a calibragem do estepe. Outra dica é sempre enchê-lo um pouco mais, justamente porque ele vai ficar parado ou até pegando sol, o que acelera a perda da calibragem ideal.

10 – Os pneus não são totalmente redondos

Não se espante, é fácil explicar! Eles parecem ser totalmente redondos, mas na verdade eles são toroidais, mas o que isso quer dizer? Significa que pelo fato de serem produzidos em muitas fases e só ao final assumirem o formato que conhecemos, fisicamente não é possível que sejam 100% redondos. Mas não se preocupe, esta é só mais uma curiosidade extra que não afetará o desempenho dos pneus do seu veículo.

Agora que já sabe um pouco mais sobre eles, lembre-se que apesar de serem fundamentais para o bom funcionamento do seu carro, os demais componentes e sistemas também precisam de muita atenção.